O gerenciamento de propriedades pode ser um investimento gratificante, mas muitas vezes os proprietários não percebem o quão complexo esse investimento pode ser. O gerenciamento de propriedades geralmente envolve acordos detalhados e uma clientela diversificada, o que significa que há muito espaço para erros. As chances são de que você não queira aprender da maneira mais difícil como os erros de gerenciamento de propriedades podem afetar rapidamente seu orçamento. Evite esses erros comuns de gerenciamento de propriedades desde o início para reduzir seus custos e dores de cabeça.

Erro nº 1: não triagem de inquilinos

Embora os riscos sejam altos, não é incomum que os proprietários da Lyne Pirituba ignorem a triagem de novos inquilinos. Infelizmente, existem inquilinos que sabem como explorar essa confiança e inevitavelmente causarão meses de sofrimento. Embora a papelada possa ser uma dor, não é nada comparado às perdas financeiras que você pode sofrer.

Solução:

Não há como saber se um candidato é confiável ou não sem as informações de fundo adequadas, e é por isso que uma triagem de inquilino é sempre necessária. Peça ao inquilino em potencial que preencha um pedido de aluguel, solicite uma verificação de antecedentes criminais, colete a taxa de um relatório de crédito e ligue para confirmar seu emprego. Além disso, verifique a identidade do solicitante obtendo uma cópia da carteira de motorista, passaporte ou outra forma válida de identificação.

Erro # 2: não fazer uma inspeção de rotina de sua propriedade

Uma das partes mais importantes do investimento em uma Flow Barra Funda é a manutenção da propriedade. Muita coisa pode acontecer com uma propriedade entre os inquilinos, desde questões menores, como janelas quebradas ou aparelhos escamosos, até preocupações mais sérias que podem influenciar a segurança de um inquilino, como um alarme de fumaça com defeito ou HVAC com defeito.

Solução:

Uma das melhores maneiras de solucionar esses problemas antes que eles piorem é fazendo uma inspeção de rotina na propriedade. Uma inspeção não apenas protegerá você de possíveis passivos financeiros, mas também garantirá a segurança e o conforto do seu inquilino. Para concluir a inspeção mais completa possível, leve um bloco de notas, uma lista de verificação impressa ou uma câmera digital para documentar quaisquer problemas. Dependendo da idade da propriedade, você pode fazer inspeções anuais, semestrais ou trimestrais.

Erro # 3: Tendo documentação fraca

A condução de práticas eficientes de gerenciamento de propriedades baseia-se nos detalhes. É provável que você encontre inquilinos que tentarão fazer com que você pareça mal fabricando histórias ou distorcendo suas palavras, mesmo quando foi o inquilino que violou o contrato de locação. Ter documentação fraca ou falta de acordos escritos adequados é frequentemente a causa dessas disputas.

Solução:

A construção de contratos sólidos e por escrito e documentação completa na Viva Bem Perus permitirá evitar mal-entendidos dispendiosos com os inquilinos. Isso inclui mais do que apenas um contrato de locação. Você deve manter um registro por escrito de todos os aspectos de suas interações comerciais com seu inquilino, como taxas atrasadas, datas de vencimento do aluguel, políticas para animais de estimação, anotações sobre conversas pessoais e telefônicas e qualquer outra informação de gerenciamento de propriedades. Ter uma documentação forte manterá você e seu cliente na mesma página.

Erro # 4: discriminação contra clientes

Um inquilino nunca será o mesmo que o próximo. Poderia uma mãe solteira, uma família em crescimento, um estudante universitário, um sénior ou um profissional solteiro. Seja qual for o caso, não é aceitável nem legal discriminar possíveis inquilinos devido a suas características pessoais ou escolhas de estilo de vida.

Solução:

Conhecer as leis habitacionais justas é talvez uma das melhores maneiras de evitar a discriminação contra possíveis inquilinos. É importante que você use critérios objetivos, como dignidade de crédito ou histórico de aluguel, em vez de julgá-los por categorias como idade, raça, religião ou orientação sexual. Você pode fazer algumas perguntas sobre algumas dessas categorias; portanto, se você está recusando um inquilino em potencial, certifique-se de sempre usar uma verificação de crédito ou de antecedentes para justificar o raciocínio por trás de sua decisão.

Erro # 5: não aplicar políticas de aluguel atrasado

Como gerente de propriedade, é essencial que você desenvolva os hábitos certos com seus inquilinos. Você não está fazendo nenhum favor a si ou a seus inquilinos ao permitir que eles dobrem as regras relativas ao aluguel. De fato, ser negligente com as políticas de aluguel pode fazer com que o inquilino desenvolva maus hábitos de pagamento, que podem continuar durante todo o período do contrato de locação.

Solução:

Você deve assumir a posição de executor em seus relacionamentos com seus clientes. É importante que você confronte seu inquilino assim que determinar que o aluguel está atrasado. Estabelecer sua autoridade é particularmente importante no início do relacionamento gerente-inquilino, de modo a desencorajar o comportamento repetido. Isso inclui a implementação de cobranças em atraso e, se necessário, o início do processo de despejo.